domingo, julho 03, 2022

SENTIDO

 

Não sei porquê…

mas ainda tropeço

no tempo dos verbos

e nada do que digo…

faz qualquer sentido….

Por isso…

escondo-me na nudez

da Noite…

para que a Alma

volte a gritar…

até que tudo faça

novamente

sentido….



DE LAURA MAKEBRESKU


10 comentários:

  1. Encanto poético que me fascinou ler.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. ¿Y si acaso en lugar de tropezar lo que haces es jugar traviesamente con los verbos?

    ResponderEliminar
  3. A nudez da noite: o lugar de sobrevivência das palavras do Poeta, onde tudo ganha sentido. Belíssimo, Marta.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. O grito da alma pode ter vários tempos...
    Excelente poema, gostei imenso.
    Boa semana, querida amiga Marta.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  5. Excelente poema que tanto gostei. Boa Tarde. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Lindo poetar, Marta
    Te desejo uma abençoada nova semana.
    Um carinhoso abraço.
    Verena.

    ResponderEliminar
  7. Como é bom saber que a poesia ainda navega na net.
    Muito boa tarde!

    ResponderEliminar
  8. "Não sei porquê… mas ainda tropeço no tempo dos verbos"... simplesmente lindo, magnífico. Palavras que só por si podem contar histórias...

    ResponderEliminar

TODOS OS POEMAS DESTE BLOG SÃO UNICA E EXCLUSIVAMENTE DE MINHA AUTORIA (MARTA VINHAIS)

POEMA DE SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

Num deserto sem água
Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua
Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua