quarta-feira, dezembro 29, 2021

CORES SUAVES

 




TELA DE WILLIAM BOUGUEREAU



Ando a pintar o Mundo com cores...

Cores suaves...

de rebuçado...

como o arco-íris...


POEMA ESCRITO E PUBLICADO EM 2013


E com a tela de um dos seus pintores favoritos,

o " COM AMOR"

deseja aos seus comentadores

um 2022 cheio de Paz

e

Harmonia...

Como, tal como diz o poema,

o pudéssemos pintar

com as cores do Arco-Íris.

O " COM AMOR"

regressa no dia 01 de Janeiro

com um novo poema...

Até lá....

terça-feira, dezembro 28, 2021

PALAVRAS PROIBIDAS

 

Amei-te esta noite.

Em sonhos,

com palavras proibidas.

Nunca as escrevi.

Nunca as disse.

Disse-as hoje.

Ao teu ouvido.

Fiquei confusa.

Envergonhada.

Pronta a fugir.

Mas tu disseste-as também.

Ao meu ouvido.

Soube, então, que,

entre nós,

nem as

palavras estão proibidas.

POEMA ESCRITO E PUBLICADO EM 2009

domingo, dezembro 26, 2021

DESAFIO DE NATAL

 

Não posso falar sobre a minha imagem.

Não posso dizer o que vê o teu olhar.

Posso repetir o que sinto,

quando me abraço ao silêncio da tua pele,

quando deixo

que o meu pensamento se emaranhe em ti.


Não sou inimiga do tempo.

Tenho pena,

às vezes,

que não haja tempo.

Para falar

ainda mais

sobre o prazer.

Esse prazer

que tem tudo

a ver contigo.

Com o teu pestanejar de olhos.

Com o meu riso feliz.


POEMA ESCRITO E PUBLICADO EM 2009


Deixo um pequeno desafio:


Qual o título do poema?

Surpreendam-me....

quinta-feira, dezembro 23, 2021

CONTRA O VENTO - POEMA DE 2009


Escrevo-te

Na praia

Onde te aguardo

Alheia ao vento trocista

Que, a minha aparente passividade

estranha


Aguardo-te

Na praia

Onde, nu e ávido o meu desejo se agita

E, a minha boca, entreaberta, sonha já

Com o beijo prometido

A língua toca os lábios

E recua, triste, desiludida


Aguardo-te.


Na praia, com o vento

Que se enfurece e se afasta de mim

Pois vénias ao seu poder eu não fiz


Vê se chegas antes que o vento regresse

Armado com trovões e relâmpagos

Apenas te quero todo

Lutar contra o vento

Não tenho vontade

POEMA ESCRITO E PUBLICADO EM 2009


terça-feira, dezembro 21, 2021

" CALIENTE" - FELIZ NATAL

 

Sonhei que...

Estava a dançar contigo um tango fatal, em que cada um dos nossos passos contava uma história...

Uma história de amores contrariados, frustrados, amargurados...

Tal como as nossas próprias histórias...

Quando me enlaçaste e os nossos olhos se encontraram, foi como se eu não existisse....

Apenas o tango, a história que os nossos pés traçavam, em perfeita harmonia interessava.

No tango, é a expressão do nosso corpo que conta e tu agarraste-me, como se fosses um náufrago e tivesses encontrado terra.

Mas, depois largaste-me abruptamente e daí em diante, cada passo, cada gesto foi uma angústia, uma súplica, uma rejeição.

No fim, quando a música parou e ficamos expostos aos gritos de euforia de quem assistia, aí vi a sombra dum sorriso.

Leve, quase imaterial, mas um sorriso!

Deixei cair a écharpe que tinha enrolada ao pescoço e qual despojo de guerra, caiu entre as tuas mãos e aí ficou, como recordação do momento em que estivemos verdadeiramente unidos, a contar num tango a história da nossa vida!

Só que esse é o nosso segredo!

Para os outros, fica apenas a imagem dum tango, bem dançado, “muy caliente”!


TEXTO ESCRITO E PUBLICADO EM 2005



FELIZ NATAL



domingo, dezembro 19, 2021

BOAS FESTAS COM POEMAS "ESQUECIDOS"

 

Continuo com frio

e as mãos?

As mãos

estão geladas.

Continuo sozinha,

mas hoje,

o silêncio

não é bem-vindo.

 Tentei escrever

um poema alusivo

ao Natal.

Mas não consegui.

Por isso,

hoje

não vou escrever.

Vou mimar-te.

Não é uma promessa.

É uma certeza.


POEMA ESCRITO E PUBLICADO EM DEZEMBRO DE 2009

O " Com Amor" entrou em modo de férias.

Este ano, vai mimar-vos com poemas

escritos há alguns anos

e que não podem ser esquecidos.

Às vezes, posso escrever uma resposta,

desafiar-vos...

A " nouvelle saison "

com novos poemas e desafios

começa no dia 01 de Janeiro 2022.

Até lá e como diria o Raul Solnado...

Façam o favor de serem felizes...

FELIZ NATAL

quinta-feira, dezembro 16, 2021

IMPRONUNCIÁVEIS

 

Hoje…

eu volto a ser

extravagante….

E…

por puro prazer,

espalho pela brisa

palavras

impronunciáveis…



TELA DE TINA SPRATT

quarta-feira, dezembro 15, 2021

LONGE DE MIM

 

Esta noite…

volto a não acreditar 

em nada…

E não…

não sei o que aconteceu...

para me sentir

tão longe de mim...




TELA DE ERIKA HOPPER

segunda-feira, dezembro 13, 2021

SALA VAZIA

 

Procuro…

palavras escondidas...

Palavras

que ninguém mais diz…

Afago-as,

repito-as em voz alta…

Para que ecoem

na sala vazia

e rasguem…

a minha solidão...



TELA DE TINA SPRATT

domingo, dezembro 12, 2021

PERFUME

 


Esta noite..

volto a perfumar 

a brisa…

e deixo-a partir…

entrelaçada

em desejos insensatos

e paixões violentas…




 TELA DE TINA SPRATT

sábado, dezembro 11, 2021

A MAGIA DA CHUVA - DESAFIO EXTRA (POST Nº 200 DE 2021)

 

Ah, a noite...

O que esconde a noite?

Ela é insinuante, intensa...

Sedutora, exótica...

Ou simplesmente erótica?


Ah, a noite...

Onde me refugio...

Para pensar em ti e amar-te

nos gestos e nos olhares...

Para os quais... 

nunca encontrarei palavras...


Porque a noite é mágica...

E não há nada...

que explique a sua magia...


POEMA ESCRITO EM 2015 



FOTO DE MIRUNA IVANESCU


NOTA:

Este ano, vamos celebrar o post nº 200 do blog.

Deixo um desafio:

além de comentar este poema,

escrevam sobre a magia

da Noite...

Obrigatório utilizar as duas frases 

assinaladas a negrito.

Boa Sorte

quinta-feira, dezembro 09, 2021

PALMA DA MÃO

 

Escrevo

o teu nome...

na palma

da minha mão…

na vã esperança

de que o Sol

o leia

e to sussurre

ao teu ouvido…



TELA DE TINA SPRATT

quarta-feira, dezembro 08, 2021

DESPERTAR

 

Escrever 

sobre o Vento?...

É apenas falar sobre

o despertar do 

teu cheiro…

do teu sabor 

em mim…

E depois…

simplesmente

naufragar

no teu prazer….



"ENDLESS" BY JUNAIDA

segunda-feira, dezembro 06, 2021

PENSAMENTO

 

O que eu pensei?...

Será que interessa...

que eu tenha

pensado

que podia construir

um castelo nas nuvens?...


IMAGEM DE DUONG QUOC DINH


domingo, dezembro 05, 2021

 

Encontro

velhos poemas

em cadernos escondidos,

em cantos cheios de pó...

Numa casa

onde nunca fui feliz…




TELA DE TINA SPRATT

quarta-feira, dezembro 01, 2021

NADA SOBRE MIM

 

Qualquer poema

continua a ser

possível…

Mesmo quando

nada diz… 

sobre mim…



FOTO DE SLEVIN AARON

terça-feira, novembro 30, 2021

ANTIGOS

 

Hoje…
inspiro-me 
em poemas antigos…
E sonho…
Sonho novamente
com o azul do Mar...



FOTO DE MAGDALENA RUSSOCKA

segunda-feira, novembro 29, 2021

SEM ESPERANÇA

 

Hoje não há

histórias para contar...

Não porque

não tenha palavras

para as escrever…

Mas porque

não há esperança,

e eu…

Pois... eu assim

não existo...




TELA DE ERIKA HOPPER