domingo, dezembro 26, 2021

DESAFIO DE NATAL

 

Não posso falar sobre a minha imagem.

Não posso dizer o que vê o teu olhar.

Posso repetir o que sinto,

quando me abraço ao silêncio da tua pele,

quando deixo

que o meu pensamento se emaranhe em ti.


Não sou inimiga do tempo.

Tenho pena,

às vezes,

que não haja tempo.

Para falar

ainda mais

sobre o prazer.

Esse prazer

que tem tudo

a ver contigo.

Com o teu pestanejar de olhos.

Com o meu riso feliz.


POEMA ESCRITO E PUBLICADO EM 2009


Deixo um pequeno desafio:


Qual o título do poema?

Surpreendam-me....

9 comentários:

chica disse...

Minha inspiração: Desabafo


beijos, linda última semana do ano... chica

Roselia Bezerra disse...

Razão do meu sorriso.

Feliz e abençoada Oitava de Natal, querida amiga Marta!
Poema intenso, retorno ao prazer de viver...
Tenha novos dias natalinos abençoados!
Beijinhos festivos, carinhosos e fraternos

" R y k @ r d o " disse...

Não encontrei este Poema nas suas publicações de 2009: Talvez tivesse o título: "" Silêncio ""
.
Continuação de boas festas … abraço.
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Cidália Ferreira disse...

"Os prazeres do tempo" :))
-
Se eu pudesse começar de novo outra vida ...
-
Abraço com carinho, continuação de festas felizes

Paula Saraiva disse...

Bem verdade.
Boas festas

Fê blue bird disse...

" O prazer do pensamento."

Um beijinho Marta, marcamos encontro em 2022, combinado?

Muita saúde, luz e inspiração!
Até lá!

Manuel Veiga disse...

beijo
votos da Boas Festas

José Alex Gandum disse...

"IMAGEM"

Toninho disse...

Traduzir-se.

Beijinho e feliz 2022 com belos desafios Marta.