segunda-feira, novembro 29, 2021

SEM ESPERANÇA

 

Hoje não há

histórias para contar...

Não porque

não tenha palavras

para as escrever…

Mas porque

não há esperança,

e eu…

Pois... eu assim

não existo...




TELA DE ERIKA HOPPER

10 comentários:

Graça Pires disse...

A esperança volta sempre, minha Amiga Marta. E, depois, precisamos das suas palavras.
Cuide-se bem,
Uma boa semana.
Um beijo.

- R y k @ r d o - disse...

Deite essa tristeza para o ar a fim de ser levada pelo vento.
.
Cumprimentos poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos


Cidália Ferreira disse...

Poema triste, mas belo!
-
Sentimento fatal...
-
Beijo e uma excelente semana.

Verena disse...

Um poema lindo demais, Marta.
Amanhã será um novo dia.
Um carinhoso abraço
Verena.

Majo Dutra disse...

Acredito que sem esperança vive-se a morte em vida...

Porém, normalmente, é um mal passageiro...

Beijinhos, estimada poeta.
~~~~~

Fackel disse...

La existencia brinda posibilidades, luego esperanzas, luego simplemente el flujo de la sangre y de la respiración. ¿Te parece poco?

PAULO TAMBURRO. disse...


LINDÍSSIMO!!!

Convite: Dizem que está ruim pra todo mundo ,mas em nosso blogue HUMOR EM TEXTOS a realidade e contada de forma diferente.
Talvez você concorde.
Quem sabe?
Um abração carioca e lhe espero por lá.

babYpose disse...

We have your words.great expression but hope will be back. Have a pleasant moment.

Toninho disse...

É preciso esperançar sempre querida Marta.
Viver pela esperança se entregar ao belo sentimento de vida.
Uma semana leve e alegre com paz e elas renovadas.
Beijo de paz amiga.

José Alex Gandum disse...

Mas há que procurar histórias mesmo que não sejam para contar... haverá sempre histórias, de esperança ou não...