quarta-feira, setembro 30, 2020

DESAFIO SETEMBRO

 






Quadro de William-Adolfe Bouguereau


Imaginem que estão num Museu, estão a apreciar este quadro.

O que sentem? 

Qual é a história, a mensagem escondida nas personagens, nas cores?

Um poema, um texto sobre as emoções que o quadro desperta.

Já sabem as regras do desafio.

Boa Sorte....



11 comentários:

  1. Muito linda a imagem ! Adorei! Minha participação aqui está:

    http://cronicasdachica.blogspot.com/2020/09/promessa-e-fe.html


    beijos, lindo dia e ótimo OUTUBRO que logo chegará! chica

    ResponderEliminar
  2. Muito bem. Para a semana tento, se não puder antes!
    -
    O tempo é curto, é preciso viver
    -
    Beijos, e um excelente dia!

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde de muita paz, querida amiga Marta!
    Linda imagem em todos os sentidos!
    Amei fazer e escrever meus sentimentos pela Mãe.
    Minha participação:
    https://www.idade-espiritual.com.br/2020/10/a-vida-e-amavel.html
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno

    ResponderEliminar
  4. Uma linda obra. Tenho lido as participações dos amigos que sempre me encantam. Bjs.

    ResponderEliminar
  5. Um bom fim de noite Marta!
    Uma imagem maravilhosa que pode gerar ilimitadas leituras.
    Gostei e levo para inspirar e trago um link.
    Grato amiga.
    Beijo de paz.

    ResponderEliminar
  6. Com esta foto, o desafio é bem interessante.
    Continuação de boa semana, querida amiga Marta.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  7. Bom dia Marta,
    Uma linda imagem, muito inspiradora!
    Segue minha participação:
    https://varandaeafins.blogspot.com/2020/10/amor-materno.html
    Bjs, Sueli

    ResponderEliminar
  8. Imagem muito bonita sem dúvida alguma que pode gerar diversas interpretações poéticas.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  9. Não é fácil, mas quando puder, participo.
    Bom fim de semana, querida amiga,
    Beijinho
    ~~~~~

    ResponderEliminar
  10. Serenidade, amor, ternura, simplicidade, segurança, futuro...

    ResponderEliminar

TODOS OS POEMAS DESTE BLOG SÃO UNICA E EXCLUSIVAMENTE DE MINHA AUTORIA (MARTA VINHAIS)

POEMA DE SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

Num deserto sem água
Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua
Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua