sexta-feira, setembro 17, 2021

AUSÊNCIA I

 

Mesmo 

na tua ausência…

Ouço a tua voz

na escuridão…

E o teu desejo….

ressoa 

ainda

na minha pele….



FOTO DE MAGDALENA RUSSOCKA

8 comentários:

  1. O amor está entranhado no coração...Lindo! beijos, chica

    ResponderEliminar
  2. Olá, querida amiga Marta!
    Assim se dá.para nossa sorte...
    Não é preciso a presença física para um grande Amor acontecer. Ele se perpetua no coração.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho de gratidão

    ResponderEliminar
  3. Vibrações de al<ma e de pele...

    Muito belo, Marta. Beijinho.
    ~~~

    ResponderEliminar
  4. Quem ama, na ausência do seu amor, pensando nele, sente as vibrações percorrerem o corpo, em forma de arrepio e ou suor.
    Poemas lindíssimo.
    .
    Bom fim-de-semana
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  5. Bom dia, Marta!
    Um poema que "respira" amor! Lindo demais.

    Um ótimo final de semana para você
    Bjs, Marli
    -
    Meu reino pra rever aquela tarde

    ResponderEliminar
  6. Y es que no solamente la voz produce el eco.

    ResponderEliminar
  7. É o amor... é a paixão que vibram, ainda que na ausência do amado!
    Belo poema, Marta!
    Bom final de semana, beijo
    Valéria

    ResponderEliminar
  8. Quando a ausência é "apenas" um detalhe...

    ResponderEliminar

TODOS OS POEMAS DESTE BLOG SÃO UNICA E EXCLUSIVAMENTE DE MINHA AUTORIA (MARTA VINHAIS)

POEMA DE EUGÉNIO DE ANDRADE

Passamos pelas coisas sem as ver,
gastos, como animais envelhecidos:
se alguém chama por nós não respondemos,
se alguém nos pede amor não estremecemos,
como frutos de sombra sem sabor,
vamos caindo ao chão, apodrecidos.