segunda-feira, maio 10, 2021

POEMA DESTA NOITE

 

Não sei…

quem escreveu o poema

desta noite…

Se o Vento

ao seduzir a Lua…

Ou a Lua chorosa,

porque o Sol…

dela não

se despediu...


FOTO DE MONA MARLO

10 comentários:

Graça Pires disse...

A lua e o sol em diálogo para que o poema aconteça... Lindíssimo, Marta!
Uma boa semana com muita saúde.
Um beijo.

" R y k @ r d o " disse...

Poema lindíssimo. Dilema entre a Lua e o sol, a originar o poema perfeito.
.
Uma semana feliz … Abraço poético
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Mário Margaride disse...

Lindo poema, amiga Marta!
No silêncio da noite, se ouvem murmúrios de amor...

Votos de uma excelente semana!
Beijinhos!

Cidália Ferreira disse...

Tão bonito!:)
.
A brisa descansa, e abre o caminho ...
.
Beijos
Uma excelente semana...

chica disse...

Lindo,nem importa saber...Vale o poema sentir...beijos, chica

Lúcia Silva Poetisa do Sertão disse...

Que poema gracioso, amei!
Abraços fraternos!

Sandra Sofia Gonçalves Afonso disse...

Seja quem for que tenha escrito o poema, eu passei por aqui para te desejar uma boa semana, muita saúde e muita paz, muita alegria na tua vida, muitos beijinhos e fica bem!!

Roselia Bezerra disse...

Ou se a poetisa encantada com tal formosura?!
Boa noite de paz, querida amiga Marta!
Tenha novos dias de grandes inspirações toda do seu jeito diferenciado.
Beijinhos carinhosos e fraternos

José Alex Gandum disse...

Talvez ambos porque Vento, Lua e Sol são sempre cúmplices...

Agostinho disse...

Viva, Marta, interessante o poema, com marca de água "Com Amor".
Que até me suscitou este discorrer:
O Sol dela
A Lua dele
Independente e
dependente:
o Sol deita-se à noite
a Lua deita-se durante o dia,
mas, como é vaidosa, revela-se
velada a desoras
Trabalham por turnos, ambos
Sem férias, fins-de-semana...
nunca se deitam nem levantam juntos?!

Beijo.