quarta-feira, novembro 02, 2022

AO VENTO

 

Solto…

novamente as palavras

na folha em branco….

Deixo…

que construam

uma pirâmide

de cores,

de sonhos

impossíveis….

que afagam 

a minha pele,

a minha alma…

E depois…

solto-as

ao Vento….


Outubro 2022


FOTO DE LAURA MAKABRESCU

7 comentários:

chica disse...

Muito lindo,Marta! beijos, ótimo dia! chica

Cidália Ferreira disse...

Fascinante poema!:)
.
Coisas de uma Vida...
.
Beijo. Boa tarde.

Pintor de Palavras disse...

Todos os sonhos são possíveis trazidos pelo vento.

uma santa noite

Jaime Portela disse...

Magnífico poema.
Gostei imenso.
Continuação de boa semana, amiga Marta.
Um beijo.

- R y k @ r d o - disse...

Poema deslumbrante.
.
Cumprimentos cordiais e poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Parapeito disse...

Tão bonito.
Sonhos que nos afagam a alma são sempre uma dádiva.
Brisas doces**

José Alex Gandum disse...

E nada melhor que soltar palavras ao Vento porque elas (as palavras) precisam de liberdade...