quarta-feira, maio 19, 2021

RISO IRÓNICO

 

Sonhei-te,

desejei-te…

intensamente,

esta noite…

Mas apenas

ouvi o riso irónico

do Vento

e o choro

desesperado da Lua…


FOTO DE MARIESOL FUMY



12 comentários:

José Alex Gandum disse...

Dicotomia entre o desejo e a realidade... mas nem sempre o riso é irónico por muito tempo...

Toninho disse...

Tem dias que de noite é assim Marta.
Bela ilustração.
Belo poema.
Beijo amiga

Jaime Portela disse...

O vento e a lua são uns ciumentos...
Belo poema, gostei imenso.
Continuação de boa semana, amiga Marta.
Beijo.

" R y k @ r d o " disse...

Classifico este poema com apenas uma palavra:- "" BRILHANTE ""
.
Abraço fraterno
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Ailime disse...

Boa tarde Marta,
Magnífico poema!
Uma das suas mais belas criações poéticas.
Gostei imenso.
Um beijinho e obrigada pela visita.
Ailime

© Piedade Araújo Sol disse...

Marta

belo poema bem ao teu estilo.
a foto ficou espectacular.
beijinhos

:)

Cidália Ferreira disse...

Muito bom!! :))
-
O silêncio incita o coração...
-
Beijos e um excelente dia!

Andrea Giovanna disse...

Que lindo, nos faz viajar na intensidade e sensibilidade das palavras, bjinhos

Fackel disse...

Talvez você tenha interpretado mal a risada irônica do vento

stella disse...

Un hermoso poema, breve pero exquisito donde deseo y realidad se tocan en el punto de los sueños, me ha gustado leert
Un abrazo
Carmen

hanna disse...

Bonitas y sensibles letras. Besos

José Alex Gandum disse...

O Vento e a Lua muitas vezes são cúmplices... e nem sempre pelos melhores motivos...