terça-feira, junho 22, 2021

PROFUNDO

 

Ás vezes,

odeio o silêncio….

E culpo….

as estrelas

pela tua ausência em mim…

Depois…

arrependo-me….

E deixo 

que invadam

o meu espaço...

E o silêncio já não…

é tão profundo….


FOTO DE JAROSLAW DATTA


10 comentários:

chica disse...

Lindo,Marta! Ótimo dia! beijos, chica

- R y k @ r d o - disse...

Apenas uma palavra chega para classificar este poema: "" BRILHANTE ""
.
Abraço poético
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Franziska disse...

Ternura, misterio, felicidad, desasosiego, y todo llega a tí a través del amor. Preciosos versos.

© Piedade Araújo Sol disse...

Por vezes o silêncio é bom.
outras vezes não.
mas aqui ficou bem neste poema.
engraçado, que hoje também escrevi sobre o silêncio.
beijinhos
:)
http://olharemtonsdemaresia.blogspot.com/

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Marta!
Com as estrelas é companhia na certa para os poetas.
Tenha uma noite e amanhecer abençoados!
Beijinhos carinhosos e fraternos de paz e bem

Cidália Ferreira disse...

Gosto do silêncio, Q.B! :)
Lindo!
.
Coisas de uma Vida
.
Beijos, e uma excelente tarde.

Fê blue bird disse...

O silêncio é cúmplice de tantas emoções, a solidão é uma delas.
Muito bonito, Marta, parabéns !

Um beijinho

Juvenal Nunes disse...

O som da luz tange o desejo da alma.
Abraço poético.
Juvenal Nunes

Majo Dutra disse...

~~~
B E L Í S S I M O!

Beijos, Poeta amiga.
~~~~~~~~

José Alex Gandum disse...

O silêncio pode ser sintoma de ausência mas também de cumplicidade...