sábado, janeiro 22, 2022

REPETIR

 

Repito-me…

em palavras 

proibidas…

porque só

as escrevo…

Nunca as digo

em voz alta…

Pois tenho medo…

que se apaguem

no tempo…



FOTO DE MAGDALENA RUSSOCKA

9 comentários:

Ángel disse...

Marta, un placer leerte como siempre.
Que pases un buen día.

chica disse...

Essa repetição vale a pena sempre!
Lindo,Marta! bjs, chica

Roselia Bezerra disse...

Bom sábado, querida amiga Marta!
Podem até que sejam apagadas com o tempo, mas do 💙, nunca. Ainda mais quando quem as ouve ama...
Lindo sempre seus poemas!
Tenha um final de semana abençoado!
Beijinhos carinhosos
😘🕊️💙

" R y k @ r d o " disse...

Brilhante maravilhoso de ler.
.
Cumprimentos…Sábado feliz
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Cidália Ferreira disse...

Poema muito belo! :)
-
Quem dera, que a vida não fosse a descrença!

Abraço. Bom fim de semana.

Fackel disse...

Las palabras para uno mismo nunca se apagan, Marta.

Paula Saraiva disse...

Poema lindíssimo. Adorei Beijinhos

Bom fim de semana

natureza de poeta disse...

Um belo poema.

Ótimo final de semana.
Abraço

Sofá Amarelo disse...

Quantas vezes é melhor guardar as palavras ou dizê-las em surdina para que não se percam na sonoridade do tempo...