segunda-feira, dezembro 05, 2022

ADORMECIDA

 

Esta noite…

voltei a acordar

sobressaltada…

Pensei

que fosse

novamente o Vento

a brincar

com a Lua….

E zanguei-me…

Porque todas as noites

a Lua

declara o seu amor

pelo

Vento….

E todas as noites

o Vento….

desaparece por aí…

Por entre as ruas 

e as vielas

da cidade adormecida….


Dezembro 2022


IMAGEM DE LUCY CAMPBELL

8 comentários:

Fackel disse...

No sé si siempre hay amor entre la luna y el viento, pero con frecuencia hay pelea, cuando no incomprensión; que no llegue nunca a insatisfacción, aunque puede que sea inevitable.

Jaime Portela disse...

Coitada da lua.
O seu amor, leva-o o vento...
Magnífico poema, gostei de ler.
Boa semana, amiga Marta.
Beijo.

Graça Pires disse...

O vento a brincar com a lua. Bonita imagem neste poema com sobressaltos nocturnos.
Uma boa semana com muita saúde, minha Amiga Marta.
Um beijo.

- R y k @ r d o - disse...

Poema deslumbrante, maravilhoso, que muito gostei de ver
.
Uma semana feliz … Cumprimentos poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Cidália Ferreira disse...

O Vento leva e traz-nos medos e curiosidades!! :)
.
Gosto da minha solidão ...
.
Beijo
Votos de uma excelente semana.

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Um poema muito bonito com uma construção poética que muito apreciei.
Um beijinho e uma boa semana.
Ailime

© Piedade Araújo Sol (Pity) disse...

O vento por vezes brinca com a lua.
E outras vezes brinca com o nosso cabelo.
Outras vezes anda por aí a brincar com tudo e todos.
Boa semana.
Beijinhos
:)

Majo Dutra disse...

É triste esse amor da lua, mas o poema é belíssimo!

Parabéns, poetisa, Bj
~~~~