domingo, janeiro 23, 2022

CORTINAS

 

Chove…

quando tropeço

nas palavras…

e as guardo

na sombra….

Chove sempre…

quando choro

e fecho as cortinas

à luz clara 

da Lua…



FOTO DE SLEVIN AARON

7 comentários:

chica disse...

Muito lindo,Marta! beijos, chica

Paula Saraiva disse...

Muito lindo,adorei.

Beijinhos e um excelente domingo

Jaime Portela disse...

As cortinas têm a sua vantagem...
Belo poema, gostei imenso.
Bom domingo e boa semana, querida amiga Marta.
Beijo.

- R y k @ r d o - disse...

Quando se chora, sem dúvida, que caem a chuva, em forma de lágrimas, sobre o chão que se imagina. Belo poema
.
Domingo feliz …Cordiais cumprimentos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Fê blue bird disse...

Chorar faz parte da alma dos poetas.

um beijinho Marta.

Feliz semana!

Graça Pires disse...

Misturou as lágrimas com a chuva e a lua escondeu-se por trás das cortinas...
Lindíssimo, Marta.
Uma boa semana com muita saúde.
Um beijo.

José Alex Gandum disse...

Quando as gotas da chuva se misturam com as gotas das lágrimas é como ter uma cortina fechada à luz clara da Lua...