terça-feira, agosto 16, 2022

JANELA (POEMA DE 2008)

 

Não sei quando o mundo acaba…

Enquanto houver uma janela

No tempo e nos sonhos….

Espero-te….

Abraços, beijos

Palavras encantadas…

Capazes de afastar a neblina….

Que sempre rodeiam os mistérios…

Amar-te…porém....

………não é um mistério….

É apenas isso…….


Poema escrito e publicado em Outubro 2008

9 comentários:

Lucinalva disse...

Bom dia, Marta
Belo poema, um forte abraço.

Cidália Ferreira disse...

Poema belo, intenso!! Amei :)
-
Gritos desmedidos, de gente, em aflição

Beijos. Boa terça-feira!

Paula Saraiva disse...

Poema lindíssimo, cheio de esperança!
Adorei. Beijinhos

- R y k @ r d o - disse...

Se calhar o melhor é não saber mesmo quando o mundo acaba.
Poema intenso, profundo, que muito gostei de ler
.
Cumprimentos cordiais e poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Toninho disse...

Um belo olhar pela janela e os sentimentos que borbulham na mente,
as saudades que fervem e derramam pelo rosto em poesia.
Belo trabalho Marta.
Beijo e paz.

Luma Rosa disse...

Oi, Marta!
Seu poema é atemporal e poderá ser republicado todos os anos se assim o quiser. O significado desse amor bastante conhecido pelos amantes é fogo de palha para aqueles que apenas vivem paixões. Eu prefiro estar no primeiro grupo, apesar de que amadurecer uma paixão é um desafio que não se nega!
Beijus,

Fackel disse...

Es solo que...siempre hay alguna ventana o puerta abierta, incluso la imaginación, y no es poco.

Jovem Jornalista disse...

Amar é ótimo!

Boa semana!

O JOVEM JORNALISTA está está em HIATUS DE INVERNO de 03/08/22 à 01/09/22, mas você sempre é bem vindo (a) para visitar e comentar os posts! Tem post novo! Não deixe de conferir!

Jovem Jornalista
Instagram

Até mais, Emerson Garcia

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

el amor da alimento aún despues de dejarlo,esta repleto de la miel dulce del recuerdo ,intimista poema donde los versos dan una explicación a los enamorados ya hechos nieblina , escelente poema Marta me gusto leerlo , te deseo feliz semana y Marta para ti un ramo de lirios blancos recien cortados . jr.