quarta-feira, fevereiro 08, 2006

GRATA PELAS MEMÓRIAS

Os Nomes Inúteis - Maria do Rosário Pedreira
Dormem entre nós dores que não conheces.
Adormeceste primeiro - e o meu passado é
um relógio antigo que arrelia o silêncio.
Se me tivesses dito o teu nome quando chegaste,
podias fazer já parte destas memórias

O meu comentário?
Já sei os nomes que me atormentam e que fazem com que chore.
Sei as dores que escondo - sei o que guarda o meu silêncio, mas sei também os nomes a quem estou muito grata.
E esses nomes fazem, sim parte das minhas memórias!

terça-feira, fevereiro 07, 2006

SERÁ???

De Maria do Rosário Pedreira
Onde queres que o encontres
Onde queres que o encontres - escrito,
rasgado ou desenhado na areia, no papel,
na casca de uma árvore, na pele de um muro,
no ar que atravessar de repente a tua voz,
na terra apodrecida
sobre o meu corpo - é teu para sempre
o meu nome
O meu comentário:

Será??
Por vezes, fazem tudo para o esquecer.
Só nós é que o lembramos!