quinta-feira, junho 06, 2013

POSSÍVEL





TELA DE J.W.WATERHOUSE



Qualquer poema é possível...
Mesmo que o escreva em sonhos...Ou o sinta apenas como uma carícia....

Posso perder-me na voz de qualquer palavra...
E regressar ao tempo na simplicidade doutra....

Porque já disse tudo.....

Nesse qualquer poema que é possível....


segunda-feira, junho 03, 2013

ACESA




Esta noite
a luz ficará novamente acesa...

Tenho saudades de ti...

A luz preenche o espaço que deixaste...

A música leva-me até ao infinito....

E deixo de escrever o teu nome nas sombras....


 
Da Página “Pour Le Plaisir des Yeux”

domingo, junho 02, 2013

TIQUETAQUE






Tela de Braginsky




Hoje

apenas quero ter a certeza do tiquetaque do relógio....

Do avançar lento, mas implacável das horas....

Da chegada da meia noite num doce sussurro....

Não escuto a chuva....Nem quero saber dos segredos do Vento...

Hoje

quero sentir apenas a fantasia escrita no meu corpo...