quarta-feira, abril 15, 2009

EM MIM

Quero apenas cinco coisas..




Primeiro é o amor sem fim




A segunda é ver o outono




A terceira é o grave inverno




Em quarto lugar o verão




A quinta coisa são teus olhos




Não quero dormir sem teus olhos.




Não quero ser... sem que me olhes.




Abro mão da primavera para que continues me olhando.







O meu comentário????


Ah, sim

Também quero sentir o teu olhar

Em mim

Na minha alma....


Enroscar-me nesse amor sem fim

Sentir-me aconchegada

No teu olhar....


Verão, Outono, Inverno, Primavera

Apenas mudam as estações

A intensidade, o brilho, o desejo do teu olhar

Para sempre

Em mim.....

segunda-feira, abril 13, 2009

JANELA PARA O MUNDO

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida

está no amor que não damos, nas forças que não usamos,

na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do

sofrimento, perdemos também a felicidade.



O meu comentário????


Viver apenas...

Estar sempre com medo de perder alguém...

Alguma coisa....

Sofrer...

Negarmos a própria vida, a janela para o Mundo...

É, realmente ser-se egoísta....

Uma culpa de que não se fala...ou se atribuí aos outros....

É nossa a culpa...

Continuamos a ser egoístas....


Os outros que falem...

Digam o que quiserem...

Se viajarmos com o vento...

Estamos a viver, a amar e somos nós a janela para o Mundo.............

domingo, abril 12, 2009

DESAFIO

Em resposta a um desafio, a convite da Isabel do blog "Outros Sorrisos",
o "Com Amor" apresenta hoje, excepcionalmente, apenas um pequeno texto meu.
As palavras a utilizar são as escritas em negrito e não inclui a palavra "sexo", porque não se enquadrou com a ideia do meu texto.
Espero que gostem...

===========================================================


Posso falar
Da viagem que sempre faço
Com os heróis da Literatura
Escrevo o meu próprio argumento
Para um filme sobre a Vida
Com direito a passadeira vermelha
No dia de estreia no cinema
Uma fantasia quando divago sobre o Mundo
A realidade bem diferente
O fim?
Sei lá se haverá fim….