quarta-feira, Outubro 01, 2014

PEQUENAS MEMÓRIAS



Gosto de te escrever....
e descrever em palavras fáceis.
Nas minhas pequenas memórias,
que guardo algures no pensamento
e onde sempre me refugio
nesses dias sombrios ...
em que nada mais há a dizer.




DE DIANE MANNION

domingo, Setembro 28, 2014

AMANHÃ



Hoje
não tenho qualquer sonho
Um sonho que afaste a escuridão da noite
Uma noite de perigos escondidos,
de palavras cruéis e gestos agressivos...
O que faço?  O que digo?..
Se grito, muda, num silêncio que não compreendo
nunca sabendo o que vai acontecer amanhã...


FOTO DE JOSÉ ALEX GANDUM

quarta-feira, Setembro 24, 2014

CARTA AO MUNDO



A QUEM ENCONTRAR ESTA CARTA,

não importa quem ou quando, leiam-na.
Sou louca por pedir isso, mas há anos que vivo num Mundo paralelo, em que o nome e o tempo não contam.
Escrever é uma boa terapia e é mais fácil viver nas minhas histórias do que contemplar as paredes brancas do hospital.
Ás vezes, vou até ao jardim, mas a enfermeira vem sempre comigo e eu aborreço-me com a sua presença controladora.
Há quantos anos estou cá? Não sei... Porquê? Também já não me lembro; sei que tive um marido e uma filha e que um dia deixaram-me aqui. Sem qualquer explicação...
A minha doença é um nome complicado que nunca fixei e com os anos, tornou-se tão parte de mim que não sei onde está o “eu” pessoa e o “eu” doente.
E é o que eu procuro – a minha identidade como pessoa. Aqui sou um número, uma cama na enfermaria, um lugar na fila para o refeitório.
Por isso, é que peço que leiam a carta e me ajudem a saber quem fui.
Onde nasci, onde vivi e o que aconteceu para me prenderem aqui.
Leiam também as minhas histórias, vejam os meus desenhos; talvez encontrem alguma pista...
E mostrem-me o Mundo... Contem-me como é o Mundo lá fora...


TELA DE LIU YARNING

Publicado na Colectânea "Cartas" organizada pela Editora "Lua de Marfim"
em Março 2014

segunda-feira, Setembro 22, 2014

SONHO COLORIDO



Liberto toda esta angústia,
toda esta tristeza
num sonho colorido...
Numa história que contarei depois
Porque hoje...
O sonho é só meu....



NEW BEGINNING” BY CHRISTIAN GRUMBKOW

sexta-feira, Setembro 19, 2014

UM FIO



Não sei
se a vida é um fio...
Se se quebra
ou porque se quebra...
Sei que é uma dádiva,
às vezes tão desdenhada...
Mas não a desdenho; agradeço-lhe...



DA PÁGINA “DISCOVER ART”

quarta-feira, Setembro 17, 2014

OLHAR



Hoje... falo do olhar
Um olhar triste e incompleto
Perdido no labirinto da Lua
Esquecido no esplendor do Sol
Tão longínquo como o horizonte...


TELA DE MARK SHASKA

domingo, Setembro 14, 2014

LONGAMENTE



IMAGEM SEM NOME DE KATJA FAITH


Este é um jogo de memória
Simples, nada confuso...
Apenas perguntas banais,
sobre a cor do cabelo e dos olhos
Lábios carnudos e curvas generosas
Mas tu revelas apenas
que a minha boca é macia
e que gostas de a beijar....
Longamente...