sexta-feira, setembro 30, 2011

SER FORTE

Sei que não dormiste bem hoje...
Por minha causa, filha?
Mas porquê, se estou bem?
Se estou a zelar por ti,
tal como te disse o teu amigo
quando te abraçou
e te deixou chorar???
Porque tens que chorar, filha
e não te preocupes com os outros,
sempre a dizerem que tens que ser “forte”...
Chora o tempo que quiseres: eu escuto-te.
Sei que nem sempre te compreendi,
não te deixei voar como devia....
Mas, filha,
trataste-me sempre como um rei;
deixaste-me partir em paz e com dignidade....
E isso é a melhor prenda que alguma vez me deste.....


Em memória do meu Pai
15/6/1922 - 30/7/2011

Poema de minha autoria
e dedicado à memória do meu Pai

O "Com Amor" ficará em suspenso algum tempo;
com a morte do meu Pai,
iniciou-se uma nova fase,
um novo ciclo de vida.
Não é um "adeus"; é um "até breve".
Obrigada pela companhia;
ajudaram-me...
A dor está cá,
mas a vossa companhia atenuou-a.