quinta-feira, setembro 10, 2009

BEIJO NUM MINUTO

Um beijo


Foste o beijo melhor da minha vida,

ou talvez o pior...Glória e tormento,


contigo à luz subi do firmamento,


contigo fui pela infernal descida!

Morreste, e o meu desejo não te olvida:

queimas-me o sangue, enches-me o pensamento,

e do teu gosto amargo me alimento,

e rolo-te na boca malferida.


Beijo extremo, meu prêmio e meu castigo,


batismo e extrema-unção, naquele instante


por que, feliz, eu não morri contigo?


Sinto-me o ardor, e o crepitar te escuto,


beijo divino! e anseio delirante,


na perpétua saudade de um minuto....


de Olavo Bilac




O meu comentário???


Um minuto....

um beijo profundo..

O explorar,


a entrega...


Total

ao prazer de sentir o corpo relaxar contra o outro...


A doçura do toque da língua nos lábios...


Sentir que se abrem,

como deslizam sobre os nossos...

Mergulhando mais fundo.....

num suspiro ...




segunda-feira, setembro 07, 2009

DESFECHO

TRÊS OU QUATRO SÍLABAS


Neste país

onde se morre de coração inacabado

deixarei apenas três ou quatro sílabas

de cal viva junto à água.


É só o que me resta

e o bosque inocente do teu peito

meu tresloucado e doce e frágil

pássaro das areias apagadas.


Que estranho ofício o meu

procurar rente ao chão

uma folha entre a poeira e o sono

húmida ainda do primeiro sol.


Eugénio de Andrade
O meu comentário????
O amor....
Os vários tipos de amor...
Aos tropeções
no meio das guerras e outro tipo de violências...
O amor...
Nos olhares que ainda esperam...
Pela paz, pelo brilho do sol...
Pela amizade que se sopra aos ouvidos..
O nunca desistir...
Ou o desistir...
Quando tudo o que resta,
é o vazio...
O desfecho mais cruel...