sábado, janeiro 27, 2007

INÉRCIA

Acordar, viver
Como acordar sem sofrimento?
Recomeçar sem horror?
O sono transportou-me àquele reino
onde não existe vida
e eu quedo inerte sem paixão.

de Carlos Drummond de Andrade
O meu comentário??
Sofrer faz efectivamente parte da vida..............
Às vezes, temos a sensação que é só isso que fazemos - sofrer................
Está enraizado,
recusa a paixão que completa a vida..........
O horror será esquecer-se da paixão,
acordar e não ter sonhos..............
Não ter uma vida própria,
não estar a fervilhar de sonhos e desejos......................
Por isso, temos que "abanar" a estrutura
e fugir à inércia.....................

quarta-feira, janeiro 24, 2007

EXCLUSIVO


Poesia
Gastei uma hora pensando em um verso
que a pena não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira.
de Carlos Drummond de Andrade

O meu comentário???
Às vezes, estamos nervosos, impacientes...
Há qualquer coisa que está presente,
mas ainda não encontramos a raiz, o caminho......
É um labirinto, um enigma, um puzzle - domina-nos, mas não nos escraviza......
Pelo contrário.......
Torna-nos felizes e isso,
tal como o diz o poeta, fica-nos para a vida inteira....
Mesmo que só seja um minuto, um instante
.........pertence-nos exclusivamente.......

segunda-feira, janeiro 22, 2007

TENTATIVA

Vamos, não chores
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu..
Consolo na Praia de Carlos Drummond de Andrade

O meu comentário??
Por vezes, pensamos que não vale a pena continuar a lutar,
avançar, reagir...
Porquê??
Sensação de perda, de impotência........
Talvez a resposta esteja em contrariar tudo isso.........
Não importa quantas vezes se falha;
é saber que o tentamos que vale a pena.....
E isso não é desistir.............