quinta-feira, maio 10, 2007

NOVOS CICLOS

Eu deixo aroma até nos meus espinhos
ao longe, o vento vai falando de mim.

E por perder-me é que vão me lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.

Cecília Meireles - O 4º Motivo da Rosa (Excerto)



O meu comentário???


Sempre um ciclo....


Pensamos que não....somos insignificantes....


Recordações, gestos, palavras....

marcam e marcam-nos....

Não há realmente fim....

Porque se vive na memória....
Quando nos tornamos um ponto de referência...
E se lembram do perfume que gostamos e usamos.................

terça-feira, maio 08, 2007

DESAPARECER

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...
Lua Adversa (excerto) de Cecília Meireles

O meu comentário???
Deixar que a melancolia controle a vida....
Fechar portas, janelas,
deixar que a vida seja um colete de forças....
Dominar com frieza....com crueldade...
A vida não pode ser assim............
Tem fases como a Lua....
a vida e isso negar não posso...........
Mas porque não aproveitar
o melhor de cada fase e
não deixar que o amor nunca desapareça...........