terça-feira, abril 11, 2006

RASGAR ALGO DENTRO DE NÓS

Nos teus olhos altamente perigosos
vigora ainda o mais rigoroso amor
a luz de ombros puros e a sombra
de uma angústia purificada
Um Adeus Português - Alexandre O'Neill

O meu comentário?
Tudo terminou; não é de admirar que haja angústia nesse olhar!
Não é admirar que se leia dor nesse olhar, porque renunciar, perder um amor é como rasgar algo dentro de nós.
Se nos demos por completo e deixamos que ele nos controlasse todos os movimentos!