quinta-feira, novembro 26, 2009

MINHA

Fragmento 3


É tão natural

que eu te possua

é tão natural que tu me tenhas,

que eu não me compreendo

um tempo houvesse

em que eu não te possuísse

ou possa haver outro

em que eu não te tomaria....


Venhas como venhas

é tão natural que a vida

em nossos corpos se conflua,

que eu já não me consinto

que de mim tu te abstenhas

ou que o meu corpo te recuse

venhas como venhas...


E de ser tão natural

que eu me extasie

ao contemplar-te,

e de ser tão natural

que eu te possua,

em mim já não há como extasiar-me

tanto a minha forma

se integrou na forma tua....


Affonso Romano S'Antanna


O meu comentário???

Natural amar-te assim...

Sentir-te parte da minha pele

e adivinhar-te os segredos...

Natural sentir o desejo a desafiar-te...

Para que o sintas

na sua forma mais pura....

Natural concluir

que a tua vida é minha..

Sem palavras,

apenas deixar que o olhar fale...


terça-feira, novembro 24, 2009

LACRADA - BLOGAGEM COLECTIVA


Pensei que seria fácil.

Fácil escrever uma história de amor.

Mas assustei-me

com o silêncio repentino da noite.

Nem Vento, nem Chuva.

Nem os teus passos.


Não vou fazer a eterna pergunta.

"Onde estás?"

Já sei a resposta, mas dizer alto

que estou novamente sozinha,

não consigo.


Não agora.

Quando o silêncio ainda me pesa.

Um dia revelarei o que esta noite

me devolveu.


Peço apenas que chova.

E que a noite me perdoe

se insisto em falar.

Um monólogo longo

sobre o amor

que ainda reside no coração.


Talvez daqui nunca saia.

Nunca seja esquecido.

Eu nunca o queira esquecer.

Porque, mesmo que volte a amar,

sei que tudo será diferente.


Serei mais racional,

não me entregarei tão completa.


Não sei.

Sinto-me cansada.

De ouvir as queixas do mundo,

que são também as minhas queixas.


E, a janela,
essa janela que se abria

para um outro mundo,

esse mundo de doce ilusão,

está lacrada no silêncio desta noite.


Poema de minha autoria, protegido pelo IGAC - Cópias proibidas


A resposta do "Com Amor" ao desafio proposto pelo blog "Néctar de Flor" .


Nota:

Após este post,

o "Com Amor" continuará com a selecção de poemas (autores conhecidos ou não) com o meu comentário. Obrigada