quinta-feira, fevereiro 03, 2011

DESERTO DE SENTIMENTOS

REMATE PARA QUALQUER POEMA»

«Passeou pelos espelhos dos dias
suas clandestinas alegrias
que mal se reflectiram desertaram»

In:
«AQUELE GRANDE RIO EUFRATES»
Rui Belo
 
enviado por JPD
 
O meu comentário????
Como posso escrever um poema
se eu próprio sou uma sombra?
Como posso falar no Sol
e na Lua se não os olho de frente?
Como pude deixar que o dia
 se transformasse num pesadelo?
Como a vida se resume
a duas pequenas e ingratas palavras.....
Se fui ingrato para com o que vida me deu....
Ou acreditei demais no que ela me disse.....
Estou desiludido,
sinto-me abandonado....
Não pela vida;
por a ter afastado da alegria
e vivermos, os dois,
num deserto de sentimentos..

segunda-feira, janeiro 31, 2011

ISSO

Por teus olhos negros, negros
Trago eu negro o coração,
De tanto pedir-lhe amores...
E eles a dizer não.

E mais não quero outros olhos,
Negros, negros como são;
Que os azuis dão muita esp'rança
Mas fiar-me eu neles, não.

Só negros, negros eu os quero;
Que, em lhes chegando a paixão,
Se um dia disserem sim...
Nunca mais dizem que não

"Olhos Negros" de Almeida Garrett

O meu comentário???
Os meus olhos são castanhos...
Nunca te perguntei se gostavas deles...
Sempre me olhaste nos olhos...
Sempre me amaste
com os teus bem abertos...
Como se quisesses memorizar
todos os traços do meu rosto....
Se me procuras, se me desejas...
Se eu te quero, se eu te abraço....
Se o que lemos nos olhos um do outro
é a paixão que sentimos....
Basta saber isso.....