quinta-feira, janeiro 30, 2014

PÁTIO



Posso contar-te muitas histórias sobre as horas que passei a costurar neste pátio.
Sem levantar a cabeça para aproveitar ao máximo a luz natural. Para não forçar tanto os olhos na escuridão das noites de Inverno.
Sem me atrever a sonhar com um vestido novo. Feito à medida, numa fazenda a gosto, e não com o que sobrava dos vestidos dos outros.
Não quero que fiques aqui neste pátio, presa a uma máquina de costura.
Quero que voes...
Quero que tenhas vestidos de marca, exclusivos, em tecidos deslumbrantes e sapatos que te moldem o pé.
Mas mais do que isso, quero que conheças o Mundo e que o Mundo saiba o teu nome.




Em resposta a um desafio lançado pela Pastelaria Studios em Janeiro 
e sobre esta imagem

terça-feira, janeiro 28, 2014

QUANDO TUDO

De Valery Tsukahin (da Página Discover Art)

O que faço quando tudo acaba?

O que fica quando se disse tudo?

Esquecer os deleites do prazer?

....Nunca....

Mesmo que a palavra que rasga o corpo,

seja a saudade...

segunda-feira, janeiro 27, 2014

CINZENTO



Nada…

Hoje,
não tenho nada a dizer…
Tenho apenas uma folha branca,
uma caneta com dizeres publicitários
e palavras desorganizadas, indecisas
e assustadas...
Como o meu pensamento
Se, ao menos, o Sol brilhasse…
Mas o dia amanheceu cinzento, 
com promessa de chuva violenta….





Foto de José Alex Gandum