terça-feira, janeiro 28, 2014

QUANDO TUDO

De Valery Tsukahin (da Página Discover Art)

O que faço quando tudo acaba?

O que fica quando se disse tudo?

Esquecer os deleites do prazer?

....Nunca....

Mesmo que a palavra que rasga o corpo,

seja a saudade...

8 comentários:

Pérola disse...

Mesmo assim...e apesar de ...

Beijo

Daniel Costa disse...

Marta, a saudade sempre existe, mas poderá, vir a ter novo sentido.
Beijos

Ailime disse...

Olá Marta, belo e muito profundo! O amor fala mais alto! Bjs Ailime

© Piedade Araújo Sol disse...

se fica a saudade, fica algo.

beijo

:)

Sofá Amarelo disse...

Tudo passa, tudo passará, mas a sintonia nos deleites do prazer jamais poderá passar... porque mesmo quando a saudade se instala, rasgando o corpo, há algo que nunca pode ser esquecido: o prazer e os deleites que ele proporciona!

Secreta disse...

E é tanto...a saudade...
Beijito.

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

"Mesmo que a palavra que rasga o corpo,seja a saudade..."

sem dúvida!

Um beijo amigo

Braulio Pereira disse...

teu pensamento voa.

sublime.


beijos.