quinta-feira, outubro 25, 2007

IMAGENS

Deito fora as imagens.
Sem ti, para que me servem
as imagens?
Preciso habituar-me
a substituir-te
pelo vento,
que está em qualquer parte
e cuja direcção
é igualmente passageira
e verídica.
Raul de Carvalho - Coração Sem Imagens (excerto)
O meu comentário??
Viver no escuro,
sem imagens??
É renegar tudo....
Apagar da memória um pôr-do-sol lindo???
Ou imaginar que se está a esculpir um busto no lua?
Quanto ao vento, sempre presente com efeito...
escutar somente....
Quem sabe se não será ele
quem trará a imagem
e a voz de outra pessoa?
Outras imagens,
outros sabores,
outros perfumes....
um novo ciclo....
Recordações fazem parte de nós............

segunda-feira, outubro 22, 2007

A HISTÓRIA DO AMOR

....
Amor, tão chão de Amor,
Que sensível és...
Sensível e violento, apaixonado.
Tão carregado de desejos!
Acalmas e redobras
e de ti renasces a toda a hora.
Cordeiro que se encabrita e enfurece
e logo recai na branda impotência....
..........
Amor (excerto) de Irene Lisboa
O meu comentário?
E o amor não é isto??
Lágrimas de raiva, ódio e dor........
Agora...
Ao cair da noite..........
Tudo fica diferente....
Explicações, sussuros,
galanteios, carícias, beijos....
Flores.............
Momentos mágicos.................A calma...........
E volta-se novamente a amar....................