segunda-feira, maio 02, 2005

OBRIGADA

Escrevo não para saber mas para criar
um espaço de palavras que correspondem à ingenuidade da minha aspiração
que quer pisar um solo de claras pedras e vibrar
ao ritmo de uma duração monótona e solar
equivalente à hora e ao espirito do olvido e da ignorância aberta

GÉNESE - ANTÓNIO RAMOS ROSA

Escrever é realmente criar o nosso espelho, onde pomos a nú os nossos medos, as nossas esperanças!
Escrever é realmente vibrar com o que de melhor reina aqui, dentro do nosso coração, a flor do nosso riso e do tempo em que controlamos a nossa vida.
Obrigada por me explicarem isso!

1 comentário:

Carmem L Vilanova disse...

Somos nós os que te lemos, os que agradecemos, Marta amiga!
Porque escreves de forma bela e simples, de forma real, com o que te sai do coraçao, sem pudor, sem reservas... de forma nua e sincera!
Muitos beijos querida amiga!
Tenho sentido falta de ti lá pelo nosso cantinho! :)