quinta-feira, março 02, 2006

NÃO QUERO FAZER VERSOS

Queria fazer-te um verso
que rimasse com criança.
Procurei pelo universo
e, enchendo-me de desconfiança,
resolvi, com raiva e frenesim,
esconder-me dentro de mim
Deserto de Ecos - António Marques Leal

O meu comentário?
Não te vou fazer um verso e não me vou esconder "dentro de mim", porque é cá fora que eu quero estar.
Não temos que cruzar caminhos ou experiências!
O que eu procuro no universo e pensei ter encontrado em ti, não está aí; está noutro lugar!
Onde não sei!
Só sei que não te quero fazer versos!

Sem comentários: