sexta-feira, abril 18, 2008

BELEZA DO MOMENTO

As lágrimas do Poeta





Um poeta barroco disse:


as palavras são


as linguas dos olhos





Mas o que é um poema


senão


um telescópio do desejo


fixado pela língua?





O voo sinuoso das aves


as altas ondas do mar


a calmaria do bento:


tudo cabe dentro das palavras


e o poeta que vê


chora lágrimas de tinta..





Ana Hatherly





O meu comentário???




Nem sempre conseguimos dizer nas palavras...


Acorda em nós tal vendavel de sensações ...


Qualquer palavra pode arruinar a beleza....


Ou é uma única palavra que diz tudo...


Carregar nessa palavra tudo o que se sente....


Numa lágrima confessar o amor, a beleza do momento...


Para sempre....


Numa palavra......




5 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Marta!
Belíssimo poema... Quanta sensibilidade!!! Adorei...
Beijinhos do coração,
Fernandinha

Sol da meia noite disse...

As palavras são armas poderosas, para o bem e para o mal.
Palavras que causam encantamento...
Palavras que destroem encanto...

Confesso ter dificuldade em usar palavras... medo até.
Acho que nelas não consigo traduzir o universo do meu sentir.

Beijos

O Sussurrar do Corpo disse...

BEIJO...

Marta Ribeiro disse...

Existe uma publicidade da "coca cola" que também se baseia nisso...nos olhos e na lingua...o que os olhos vêem a lingua nao sente :D

bom fim de semana
"Silêncio da Alma"

Alexandre disse...

Adoro Ana Hatherly, estive a fotografá-lo um dia destes!

Muitos beijinhos!!!