sexta-feira, agosto 28, 2009

IMPORTA O VENTO

Sinto


Sinto que em minhas veias arde

sangue,

chama vermelha que vai cozendo

minhas paixões no coração.


Mulheres, por favor,

derramai água:

quando tudo se queima

só as fagulhas voam

ao vento.


Frederico Garcia Lorca "Poemas Esparsos"


O meu comentário???

Sentir-te à flor da pele...

Não sei descrever...

só sentir-te...

Navegar na tua pele,

unir-me à tua sombra...

Ficar presa ao teu prazer...

Vulcão, lava...

Fogo...

Espalha-se no meu corpo...

Conduz-me ao teu...

Pouco me importa o vento...



4 comentários:

a magia da noite disse...

o amor é um fogo tremendo que nos queima a pele e incendeia a alma, é preciso deixá-lo arder, saborear, lamber cada labareda como se fosse a plena loucura o último prazer.

Paulo disse...

. do vento permanece o rumo ,,,

. que arrumo no arrumar do tempo .

. um beijo , Marta .

MCampos disse...

Um excelente poeta, e as suas palavras dizem bem o continuar da poesia que canta o amor. Gostei muito.

Boa semana.

Chris disse...

Ventos e tempos de palavras... Gostei de conhecer este seu espaço.
Parabéns
Chris