domingo, agosto 15, 2010

NA SOMBRA

De entre todos, apenas vós
tendes o direito a ver-me
fracassar. Onde caio
entre a vossa doçura
implacável, convosco
partilho o pão e o espaço
e a rapidez do olhar
sobre o que fica (sempre)
para dar ou dizer.
E de vós me levanto
e vos levo pesando
e ardendo até onde
me ajudais a ser
melhor ou talvez
menos só.

"Para os amigos" de Vitor Matos e Sá,
in "Companhia Violenta"

O meu comentário???
Com forças para lutar,
para encontrar a tal alternativa...
Porque, às vezes, precisamos de ouvir
palavras duras...
A verdade tal como é,
mas com aquele abraço no final,
que nos diz que acreditam em nós...
Ficamos, na verdade, menos sós....
E melhores do que há 5 minutos atrás....
Porque erguemos a cabeça
e olhamos a vida de frente...
O fracasso faz parte da vida
 e só nós o podemos contrariar....
Com alguém que fica na sombra,
 mas está lá sempre.....

4 comentários:

Daniel Costa disse...

Marta

Belo poema, o de Vitor Matos e Sá. Como comentário, escontro o tom adequado.
Beijos

Graça Pires disse...

Cair e saber levantar-se... O poeta aprende todos os dias que "o fracasso faz parte da vida", como dizes...
Um grande beijo.

Alvaro Gonçalves disse...

Oi Marta, estou apenas de passagem para te desejar tudo de bom e para que saibas que não me esqueço de ninguém, mesmo andando meio afastado destas lides.
Beijooooooooooooos

Machado de Carlos disse...

À vezes imagino que o ser humano em geral é apenas um número. Não porque o ser humano tem culpa, mas a modernidade sim. Hoje tudo se baseia em números. E somos um número a parte.
Entretanto, mesmo moderna, a Internet nos trazem pessoas como você, que nos fazem companhia. Pessoas que causam em nossa mente a sensação de que nunca estamos sozinhos.
Vi na sua resposta ao poema como uma parte verídica do comportamento humano.
Obrigado Marta, porque você veio, e porque você existe. E é uma pessoa que nos trás bem à nossa alma.

Outros Beijos e Abraços, sempre!