segunda-feira, janeiro 03, 2011

AFECTOS

Vento que passas
Nos pinheirais
Quantas desgraças
Lembram os teus ais.

Quanta tristeza,
Sem o perdão
De chorar, pesa
No coração.

E ó vento vago
Das solidões
Traze um afago
Aos corações.

À dor que ignoras
Presta os teus ais,
Vento que choras
Nos pinheirais

Poema de Fernando Pessoa, "Vento que passas"

O meu comentário????
Nem sempre o Vento nos afaga....
Assusta-nos....
Grita
como se a culpa fosse nossa....
Ou será que
quer apenas atenção???
Poderá estar tão só como nós...
A fúria ser as lágrimas
que se escondem o nosso olhar....
Não haver nada de vago
e assustador...
Porque somos apenas
almas à procura de afectos...



3 comentários:

Je Vois la Vie en Vert disse...

Triste poema para começar o ano !
Eu comecei o ano a rir !
Beijinhos
Verdinha

JPD disse...

Belo poema «desafiador», belíssima réplica.
Bjs, Marta

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Hoje a minha visita
é para agradecer.
Cada visita sua ao meu espaço
de sentimentos,
inspira alegrias em
minha vida,
e leva o que de melhor
existe em mim.

Sua amizade é preciosa
em minha vida,
e há de continuar a ser
neste novo ano
que está nascendo.