domingo, março 06, 2011

VOZ ALTA

O poema nasce
dentro das tuas mãos
sempre que repousa
nelas o teu rosto.

Não é uma canção:
são os lábios apenas
quando despertaram
antes da palavra.

Arquitectura última
que depois se eleva,
porque tu a criaste
para sempre livre.

Talvez uma ave
seja a sua forma
ao passar o voo
que continua o poema.

de Fernando Guimarães in "100 poemas portugueses para SMS"

O meu comentário???
Num sorriso,
num sussurro,
amo-te...
Escreve-se no poema,
nas asas desse ave que voa connosco....
Porque ela é a essência do poema...
Que desperta,
rasga,
conquista....
As emoções e os sentimentos....
Imperfeitos, imprecisos...
Porque nunca tinham voado....
Nunca tinham sonhado...
Nunca tinham sido escritos e ditos...
Em voz alta....




3 comentários:

Graça Pires disse...

Um poema lindíssimo de Fernando Guimarães, que tu resumes sabiamente "Escreve-se no poema,
nas asas desse ave que voa connosco..."
Um grande beijo.

Daniel Costa disse...

Marta

O poeta Fernando Guimarões, esgrimiram muita sensilidadade para a poesia.
A Marta com a sua veia poetica continua a ester bem.
Beijos

Machado de Carlos disse...

Vemos o amor, o poema... Tudo começa com apenas um sorriso. O vento traz o sussurro deste amor, cuja voz nos diz: - Amo-te! Mas ela dorme dentro do poema que docemente foi trazido por um pássaro encantado!

Beijos!...