quinta-feira, dezembro 29, 2011

O TEMPO

As pessoas não vêm para o abandono da rua
para serem felizes, só se for com um copo na mão
para festejarem uma passagem de ano. As pessoas
atravessam a ponte que separa duas vidas, ou dois modos
de vida, porque não têm alternativa, porque é este
o caminho que lhe resta.
E depois ninguém as vem procurar nem chamar à razão
para que reconsiderem e regressem.
Ninguém regressa, ao fim e ao cabo."

Extracto do livro de José Jorge Letria
"Coração sem abrigo" (recomendo a sua leitura)

O meu comentário???
É apenas mais um rosto...
Ninguém o trata mais pelo nome,
porque, e utilizando a expressão do autor,
ao fim e ao cabo,
temos medo de que
não haja mesmo alternativa.
E sejamos nós, um dia,
aquele rosto sujo
e com a dor espelhada nos olhos...
O que eu espero???
Que haja uma alternativa
 e que ninguém mais atravesse essa ponte...
Os melhores votos para 2012.....

5 comentários:

Daniel Costa disse...

Marta

Tudo bem, mas o poeta não deve calar, ainda que digam escrever literatura menor.
Feliz ano Novo!...
Beijos

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Martamiga

o «culpado» de eu aqui estar logo no começo deste 2012 muito suspeito é o... Sofá Amarelo. Foi lá que te encontrei... Espero-te, agora, na minha Travessa. E já te (per)sigo; donde...


Entretanto, o Vatefantasma volta a atacar…


O Ano Novo já entrou
pé ante é, de mansinho;
quem já dormia acordou
pra despedir o velhinho

De muletas e alquebrado
o velho nem quis saber
onde seria enterrado;
estava farto de viver

Mas o novo, um folgazão,
nem sequer lhe deu abraço
que era muita a confusão

Deu-lhe só um empurrão
pra ganhar o próprio espaço
ou escolher a… emigração


‘té parece que sou poeta… da treta

Qjs = queijinhos = beijinhos

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Não existe ano novo
se não houver sonhos novos.
Desejo que neste novo ano,
cada dia de vida da sua história,
seja vivido de modo calmo e pleno,
e que possas viver
o mais intenso caso de amor
com a sua vida,
e com os que fazem parte da sua vida.

Aluísio Cavalcante Jr.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Que 2012 seja para além das boas expectativas
Abreijos

Sofá Amarelo disse...

A pessoa anónima passa pela vida sem deixar rasto, como se ninguém soubesse que existiu, apenas um pequeníssimo círculo de pessoas se lembrará - no trajecto da vida há muitas pontes e depois de passar por elas ninguém regressa...