quinta-feira, fevereiro 23, 2012

CRISTALINOS

Sei o que queria escrever...
Mas, de repente o dia tornou-se sombrio 
e eu parei no tempo.


Desejei que fosse já Verão....
Podia escrever sobre sereias e estrelas do mar.
Histórias infantis, com palavras de encantar.


Mas as horas pertencem ao Diabo...
E as histórias enchem-se de terror, 
sem risos cristalinos.



6 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Ainda não é Verão, e a Primavera chegou mais cedo, mas com um sabor a falsidade, porque as saudades da chuva transforma os dias de Sol em histórias sombrias e os risos cristalinos muitas vezes soam a desencanto!

Daniel Costa disse...

Marta

Realmente o Verão torna-se mais apelativo, mas a pseudo tristeza de Inverno deu boa saída
Beijos

Nilson Barcelli disse...

É Verão quando a gente (poeta) quiser...
Belo poema, gostei imenso.
Marta, querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
Beijo.


NOTA: devias retirar a verificação de palavras... é cansativa...

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Há dias em que não conseguimos escrever o que queríamos...não conseguimos...há sombras que aparecem e escurecem-nos o coração...toldam-nos a visão...ficamos inertes...frios como o são os dias de inverno. Ansiamos pelo calor...pela luz que o sol nos dá, precisam de luz as nossas almas...para assim continuarmos a escrever o livro da vida. Amanhã será um outro dia...um novo começo teremos e quem sabe um dia radioso que nos leve a ouvir e apreciar o canto dos pássaros...a olhar à nossa volta e conseguir ver sorrisos cristalinos nos rostos que por nós cruzam a cada instante.É que com o coração frio e a alma triste não há beleza que consigamos apreciar. Parabéns, amiga. Lindos os teus versos! Desejo-te uma semana excelente com muita luz. Um beijinho
Emília

Evanir disse...

Tem momentos da minha vida que me sinto impotente
em expressar meu carinho e gratidão que sinto por cada amigo e amiga
que de certa forma faz parte do meus dias.
Sou uma pessoa que vive a vida fora da net sem muitas amizades
no longo periodo de restabelicimento me recolhi
para dentro de mim mesma preferindo o amor e carinho que recebo no meu blog.
È um mundo fascinante onde sinto que pode existir amor verdadeiro
e me sinto acarinhada a cada visita para mim é um afago na alma.
Como agradecer tudo isso eu não sei apenas uma palavra posso dizer.
Eu Amo Cada Um De Vocês.
Já esteve nos meus planos deixar meu blog por falta de entendimento por levar cola
essa fase ainda tento me recuperar por sempre alguém ainda fazer criticas.
Recebi conselhos de toda parte para mim ser aquilo que sempre fui
estou seguindo o conselho recebido do Brasil e Portugal .
Uma amiga de Portugal foi fundamendal para mim não deixar
meu blog onde conquistei muitas amizades solidas.
Hoje no meu recolhimento esperando aquilo que tenho por vir ainda
mais minha fé diz que vou vencer.
A Luz que recebi desse mundo virtual tem a potencia de iluminar o Mundo
quanto mais os dias meus.
Como meu blog não tem fronteiras blogueiras e blogueiros de outos
Paises também muito me ajudou para que hoje eu esteja firme e forte.
Pronta para começar minha nova etapa que esta por vir.
Longo foi meu recado imagine tamanho do amor
que sinto por você que teve a gentileza de ler tudo isso.
Uma semana na paz e na luz.
Com carinho eterno..Evanir.

CÉU ROSÁRIO disse...

Ola …

Sabem…o que escrevo não é dedicado a ninguem em especial…


eu sou assim,uma story teller inremediavel…
apenas solto as frases que trago dentro do meu alforge mágico,
espalho as pelos ventos cosmicos do imaginário…
agrada me historias de amores impossiveis…
como a paixao do sol pela lua..que se tocam por momentos em espaços longinquos…
aprendi que a suprema utilidade das palavras não é servirem para designar coisas
,mas fazerem sonhar…eu sou a grande sonhadora…
a arquitecta da realidade.

Muitos pensam que sou poeta,lirica nas palavras que escolho…


mas não,porque poeta é aquela que parece pedir desculpa ás palavras,
porque ao usá-las sente que está a fazer com que percam a virgindade…
e o acto de escrever poesia transforma-se idealmente na reposiçao cirurgica
de uma virgindade perdida.Eu apenas sonho…e agarro esses sonhos…
porque neles…queridos amiga(o)s…sou verdadeiramente…livre.

Um agradecimento a todos os amigos
que me acompanham por aqui!


Um abraço!