terça-feira, maio 01, 2012

IRONIA DO DESTINO


Como me chamo?
Mas isso interessa quando já nada existe?
Quando o meu Mundo se resume a isto?
Procurar um sítio abrigado da chuva e do vento...
Se fizesse um esforço, talvez me lembrasse...
Mas talvez não queira..
Talvez seja mais fácil esquecer que tive um nome
e toda uma história.
Ou talvez tenha vivido sempre assim e goste
numa ironia do destino....
FOTO DE NUNO SOUSA


6 comentários:

Michelle Trindade disse...

Ás vezes esquecer é o que faz parar nosso sofrimento. Esquecer nosso nome, nosso passado, nossas lembranças, e viver uma nova vida.
Bjus e boa semana,

Sofá Amarelo disse...

O problema é que 'a ironia do destino' está a atingir cada vez mais gente... e não importa como se chamam, o que importa é que se esqueceram do próprio... destino!

ONG ALERTA disse...

O sofrimento deleta...
Beijo Lsette.

Mar Arável disse...

Pergunta ao vento que passa

agarra-o

Daniel Costa disse...

Marta

Lendo, relendo e olhando a foto, temos de convir que a poetisa é muito obervadora desta insensível sociedade. E "IRONIAS DO DESTINO"
beijos

Isa Lisboa disse...

Interessa sempre,mas por vezes é difícil lembrarmo-nos do quanto cada um de nós é importante...