sexta-feira, julho 20, 2012

OPÇÃO LOUCA




Hoje,
provoco os outros

E faço-os rir...

A única opção num mundo louco...

Onde vivo rotulado como louca
Porque visto a minha vida com momentos...

E se rir é esse momento,
porque não?
De “Bread and Shutter- Masquerade”


7 comentários:

Álvaro Lins disse...

Olá Marta: abençoada e sã loucura que proporciona versos destes!
Bjo

Evanir disse...

A amizade é o convívio do dia-a-dia.
Estar juntas nos momentos felizes e nas horas
difíceis
compartilhar o sofrimento
um do outro( outra) dividir momentos de felicidade.
È a cumplicidade é compriender e acima de tudo
confortar quando algum de nossos amigos(AMIGAS)
precisam de uma unica palavra de carinho para fazer seus dias melhores.
Não podemos chamar de amigo (A) aquele que sem motivos
se afasta de nós quando mais precisamos de
uma palavra de carinho .
Um feliz Dia do amigo .
Obrigada por um dia ter colocado mu nome
na sua lista de amigos(AS).
Que seu final de semana seja feliz
sua amiga para sempre,Evanir.
FELIZ DIA DO AMIGO.
Evanir..

Nilson Barcelli disse...

Rir é um acto saudável...
E a loucura que o rir envolve, também.
Marta, minha querida amiga, tem um óptimo fim de semana.
Beijo.

Sofá Amarelo disse...

A própria vida são momentos, e quantos mais momentos a vida tiver mais o puzzle da vida fica completo. Ai da vida daqueles que mascaram a própria vida de breves momentos! Há que ser louco... sempre!

© Piedade Araújo Sol disse...

poeta e louco todos o somos (um pouco).

gostei da sã loucura do poema.

beij

Daniel Costa disse...

Marta

Sim, qorque não usar uma dose de loucura?

Beijos

oteudoceolhar disse...

O mundo não é louco, as pessoas é que se enlouquecem, e esquecem do mundo, onde habitam, onde habitam com o seu semelhante, olham para sí mesmas, e apenas se veem...
Mas Nós do alto do nosso ser, recebemos dos loucos mundanos, tudo e devolvemos na "graciosidade", de um sorriso de uma palavra, o contrário do que esperam de nós.

Não faz mal algum fazer sorrir, e rir, nem que por dentro no nosso mundo se esteja a desmoronar...eles não irão saber, e nós teremos o prazer de apenas os ver sorrir ...

Beijo n´oteudoceolhar.