quinta-feira, fevereiro 14, 2013

AO NADA





De Aldo Luongo “Open Art Group”




Hoje
Quero adormecer a dor ...Esconder-me no tempo...
Viajar no silêncio....Inspirar-me na paixão....
Hoje
Quero ter sonhos....Sonhar com a luz...
Responder aos “porquês”... Sorrir por entre lágrimas...
Dizer tudo....Perder o medo ao nada....
E amar-te sempre.......


6 comentários:

Secreta disse...

Dos dias em que desejamos que a vida tenha uma perspectiva mui, mas muito mais leve e feliz...
Um beijito.

Ana disse...

Marta,

Aqui estou eu para te acompanhar, li o aviso no outro blog e saltei para aqui.

Beijinhos

Ana

Sofá Amarelo disse...

O nada não existe, o nada é... nada! Hoje o tempo é de adormecer e apagar as dores e viajar no silêncio... para que os sonhos sejam de luz e se possa sempre responder... a tudo!

Nilson Barcelli disse...

O amor faz querer o melhor...
Magnífico, gostei imenso.
Marta, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Fatima disse...

Oi Marta,
Li seu poema e gostei muito! vim te conhecer e te seguir.
Um abraço
Visite meu Blog http://papy-escrevendopalavras.blogspot.com.br/

AnaMar (pseudónimo) disse...

há (a)mares que são para sempre...