sábado, maio 04, 2013

LIVRO DE MEMÓRIAS

FOTO DE GRAÇA LOUREIRO


A vida é o livro das minhas memórias e sonhos...
Partilho-a com quem amo e me vê a alma...

Talvez tenha uma visão romântica da vida, sim...
Talvez tenha nascido na época errada....

Mas ser assim...tão vazia...tão desprovida de tempo...de valores e princípios...

Será possível???

Ou estarei a desejar demais???

4 comentários:

manuel marques Arroz disse...

"As memórias são eternas, pena que o corpo não as consiga acompanhar."

Sofá Amarelo disse...

Nunca se deseja demais quando se deseja... viver! A vida é para partilhar com quem nos consegue ver a alma...

LUZ disse...

Olá, querida Marta!

Eu gostaria de ter nascido e vivido no século XIX. Gosto daquela elegância de usos e costumes. Claro que, noutros aspetos, por exemplo na evolução da Medicina, quero nascer no século XXII.

A vida é aquilo que com ela queremos fazer, e cada um/a vive-a à sua maneira.

Nunca há mais ou menos petição. Há aquela de que, animicamente, precisamos.

Gostei da imagem. Pobres mulheres, que não escondem só o rosto, mas também a alma.

Bom domingo.

Beijos e abraços da Luz.

Daniel Costa disse...

Amiga Marta

Se tivermos sempre um rumo otimista, as épocas, em que vivemos nunca estarão erradas. Recordo meu avô que plantava vinhas, quando o vinho estava desvalorizado. Ao ser-lhe perguntado, porque o fazia respondeu: "quando a vinha estiver a produzir, o vinho está a valer". A ideia tenho-a como lição poética.
Beijos de amizade