segunda-feira, maio 27, 2013

MAGOADA








Da Página “Discover Art”



Se o amor morre?

É esta dormência que nos esmaga o corpo?


Este vazio que se entranha nos pensamentos?

Não sei....

Hoje não sei nada de nada.....

Sei que o meu (amor) morreu hoje....


Inesperadamente......

6 comentários:

Fatima disse...

Oi Marta!
Poesia bonita, mas triste!
O amor não morre nunca seja em que lugar for ou em que lugar estiver.
Amanhã é outro dia e outros amores viram.
Um abraço

© Piedade Araújo Sol disse...

se há amor. não morre.
apenas arrefece.
um certo desalento no teu poema.
a imagem escolhida é também muito bela.
boa semana.
beijos

:)

Nilson Barcelli disse...

O amor tem sete vidas.
Nós é que vamos morrendo...
Belo poema.
Um beijo, querida amiga Marta.

Daniel Costa disse...

Amiga Marta

Se o amor morre, com ele pode morrer o saber.
Beijos de amizade

Sofá Amarelo disse...

O amor pode morrer de várias maneiras, uma delas inesperadamente, outra lentamente... mas mesmo quando o amor morre há sempre a possibilidade de ele renascer algures, antes que o vazio se entranhe nos pensamentos...

Michelle Trindade disse...

O amor e como o sol, mesmo que ele morra em algum lugar, ele renasce em outro e com mais brilho e mais força...