quinta-feira, novembro 07, 2013

EXTRAVAGANTE



Hoje,
vou ser extravagante
e perfumar a brisa....

II

O que te diz a luz, hoje?
Apesar da ameaça dos trovões
e da brutalidade do Vento....



TELA DE LESLIE ANN O'DEL

5 comentários:

JP disse...

É na extravagância que ficamos a conhecer a brutalidade...seja do vento, seja da vida!

Beijinho

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
Hoje vim para agradecer a sua carinhosa visita ao meu cantinho!
Muito obrigada!
Me perdoe a minha ausência e cola e copia, mas estou passando pelo momento que preciso saber o que está acontecendo com minha saúde. Tenho certeza que não é nada serio, mas que preciso cuidar um pouquinho maia de mim. Logo voltarei para ler suas postagens com carinho e atenção que elas merecem.
Desde já agradeço a sua compreensão e apoio.
De todo o meu coração eu agradeço!
Com carinho o meu muito obrigado!
Abraço amigo
Maria Alice

Sofá Amarelo disse...

Apesar dos trovões e da ameaça do vento, a luz hoje diz que se pode ser extravagante... perfumando a brisa!

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Tem chovido...sem vento...sem trovões; o sol está com medo de dar a sua luz, mas lá vai...tentando espreitar; não apetece " ser extravagante ", mas temos de tentar e espalhar o perfume da nossa extravagância por todos à nossa volta. Lindo como sempre, Marta. Beijinhos e um fim de semana cheio de extravagâncias.
Emília

Ailime disse...

Olá Marta, lindo, muito lindo o seu poema num estilo brilhante e inconfundível que aprecio muito. Beijinhos e bom fim de semana. Ailime