sábado, novembro 23, 2013

TÃO PERTO






TELA DE MONTSERRAT GUDIOL



Esqueço
(todas e quaisquer)
palavras de amor,
ao naufragar
 no teu corpo...
Ao atar 
os meus pensamentos
e até do tempo, 
desconfiar...
Talvez 
porque me afasta de ti
quando te quero
 tão perto...



5 comentários:

Sofá Amarelo disse...

As palavras naufragam quando se chega ao destino porque aí elas já não são precisas porque são os pensamentos que afagam o corpo e viajam no tempo...

JP disse...

As palavras de amor não se podem esquecer quando se quer estar perto...

Beijinho

Ailime disse...

Belíssimo, como sempre, Marta!
Beijinhos e boa noite. Ailime
(http://cantomeu-ailime.blogspot.pt/)

Daniel Costa disse...

Marta, o querer muito perto, pode resultar em afastamento.
Beijos

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

O que importa é cada segundo do dia presente, pois o amanhã é incerto e se cada desses segundos puder ser vivido com muito amor, melhor. Palavras...actos...gestos de amor...são fundamentais, mesmo que por vezes o sofrimento venha. Beijos e parabéns, Marta.
Emília