quarta-feira, janeiro 14, 2015

MONÓLOGO




Este não é monólogo sobre a chuva
É um monólogo sobre mim...
Num dia vazio e triste,
sem nada que o diferencie dos outros...
Porque eu gosto de dias diferentes,
em que o simples respirar é um prazer....



TELA DE MARIO TESTINO

5 comentários:

Mar Arável disse...

Há dias assim

Bj

Sofá Amarelo disse...

E voltaram os dias da chuva, salpicados por monólogos, mas até os dias vazios e tristes podem ser simples...

Agostinho disse...

De manhã monólogo
a tarde passa logo
a noite traz diálogo

Nilson Barcelli disse...

Os dias diferentes fazem-se...
Belo poema, como sempre.
Bom fim de semana, querida amiga Marta.
Beijo.

Graça Pires disse...

Um monólogo: primeiro plano da imagem que somos...
Um belo poema, Marta.
Beijo.