segunda-feira, junho 15, 2015

POETAS





Não sei
se o amor é só para poetas...
Sei apenas que não me é proibido...
Amar intensamente...


TELA DE LEONID AFREMOV

6 comentários:

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Marta.
E ainda bem que, ao menos o amor, por hora, ainda não é proibido por cá.
Bonito e tocante.
bj amg

Daniel Costa disse...

Marta, o amor não é para poetas assumidos, já que o verdadeiro amor, é poético, por excelência.
Beijos!

Emília Pinto disse...

Pode não haver nada a dizer, mas para o amor todas as palavras são válidas, excepto " desistir " dele.Essa é a única proibição seja para os poetas seja para o "comum dos mortais ". Beijinhos, amiga! Uma boa semana
Emília

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Lindo e forte poema!
Amar jamais será proibido!
Os poetas, ah os poetas, esses amam ainda mais intensamente!
Um beijinho.
Ailime

© Piedade Araújo Sol disse...

amar não é proibido
por isso o amor também não é.
beijo
:)

Sofá Amarelo disse...

O Amor nasce para todos... como o Sol. Talvez os poetas saibam descrevê-lo melhor, mas na verdade o Amor não tem que ser descrito, deve ser vivido... intensamente...