quinta-feira, dezembro 24, 2015

NATAL



Esta é uma carta de Natal pouco convencional.

Não escrevo uma lista infindável de presentes que ficarão esquecidos no fundo de um armário.

Por serem inúteis, dispensáveis e não se quer trocar para não ofender a pessoa que os ofereceu.

Não, escrevo para dizer que este ano o silêncio será confortável e que até vou deixar as luzes acesas.

Porque não quero que escondam nada... Sejam lágrimas, sejam gritos...

Não quero saber... Se estou triste, estou triste e não o vou negar com um sorriso falso...

Este ano, vou abrir o meu livro e partilhar a sorte da heroína... Com a música baixinho...

Sem pressas... Sem fantasmas de Natais passados...

A todos, Festas Felizes... Obrigada por estarem aí....



FOTO DE JOSÉ ALEX GANDUM

2 comentários:

Sofá Amarelo disse...

O silêncio pode ser compatível com o Natal se o que importa é partilhar música baixinho e afastar os fantasmas de Natais passados... ainda assim que haja sempre cartas de Natal :-)

Daniel Costa disse...

Desejo também FELIZES FESTAS, com muita poesia, Marta.
Beijos