quarta-feira, fevereiro 17, 2016

O PORQUÊ



Não sei
Não posso dizer o porquê
de ter acordado nos teus sonhos
Iludindo o tempo...
E iludindo-me...

Não sei explicar
Porque não posso descrever
um arco perfeito
Nem sobrevoar tranquilamente o mar...

Sei apenas que estou triste
Que me pinto de sombras
e que oculto sorrisos...



DE KOSTAS RIGOULA TSIRIS

5 comentários:

Jaime Portela disse...

Nunca sabemos o porquê de muitas coisas...
Mas não será altura de te pintares de luz e mostrares sorrisos...?
Gostei do poema, é magnífico.
Continuação de boa semana, querida amiga Marta.
Beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema melancólico
pinta cores no sorriso
e sai para o dia

:)

Agostinho disse...

A poeta envolta pela melancolia dos dias cinzentos confessa no poema o seu estado de alma.
Logo, o sol brilhará.
Bj

Sofá Amarelo disse...

Não se devem ocultar sorrisos, muito menos pintar sombras, mesmo quando não se consegue descrever um arco perfeito nem sobrevoar o mar...

oteudoceolhar disse...

...o Mar tudo trás e tudo leva...
O Mar é paz quando a calmia nos é dada, e quando a sua fúria nos comtempla, e ficamos sem saber o que fazer o que lhe dizer.
Eu no Mar busco tudo e tudo dou ...
Beijo n´oteudoceolhar *