domingo, maio 29, 2016

AGORA



E agora?
Agora que a chuva se despede...
E nos deixa ainda envoltos
no mel da paixão...
Nus, suados, saciados
Rendidos a nós próprios
e aos nossos desejos...
Agora...





DE ALEX ALEMANY

5 comentários:

Sofá Amarelo disse...

O Agora é sempre um conceito e palavra forte porque é o agora tem mais força que o antes ou talvez no futuro... o agora não disfarça os desejos nem as paixões...

Smareis disse...

Olá Marta!
Boa noite!
Gostei muito do poema.
A Imagem bem curiosa.
Andei dando uma pequena pausa que acabou se alongando. Mais a saudade bateu, e de volta estou no meu blog.
Um abraço e ótima semana!

Mar Arável disse...

Em todas as estações

Agostinho disse...

Boa tarde, Marta.
O teu poema contêm a virtude que está sempre na pausa. Depois,cada tempo tem tempo e agora.

Bj

Ailime disse...

Boa noite Marta,
Magnifico poema.
O amor quando verdadeiro atravessa o tempo em todas as suas estações.
Beijinhos.
Ailime