domingo, agosto 07, 2016

TEMPO EM MIM




Ontem,
tinha histórias para contar,
palavras para entrelaçar e amar...
Hoje,
deixo que o tempo morra em mim...
Sem palavras de queixume...




"Woman and the Sea" de Cynda Valle

5 comentários:

Graça Pires disse...

O tempo, que tece e destece a vida, também nos dá a serenidade de aceitar essa mesma vida.
Um beijo, Marta.

Sofá Amarelo disse...

Entre o ontem e o hoje pode haver uma... Vida! E são as historias feitas que palavras que desenham o tempo e o entrelaçam em nós...

Agostinho disse...

A poeta tem momentos
como todos os demais
entretém-se no espelho de frente
e vê-se em trabalhos de pente
deslaçando jogos laços e abraços
Depois durante e antes...

© Piedade Araújo Sol disse...

há momentos e momentos
amanhã o poema brilhará como o sol
beijo
:)

Ailime disse...

Boa tarde Marta,
Um poema lindo!
A vida tem esses dois lados.
Há que seguir em frente sempre com a esperança por companhia.
Beijinhos,
Ailime